Melhor Curso de Português de BH | Zap
(31) 99944-8403

Curso de Português BH | 5 dicas de gramática para se dar bem na hora da prova

"Não vendo cursos, conquisto satisfeitos."

Transparência faz parte do nosso negócio, ela traz credibilidade ao nosso curso. O professor Marcelo Burgel, aprovado em vários concursos públicos de provas e títulos, sendo três deles entre os 20 primeiros colocados, é Pós-Graduado em Direito, foi Assessor da Escola Judicial, Instrutor de Língua Portuguesa e Revisor no TRT/MG, além de ter prestado serviços de revisão e cursos de português para OAB/MG, para outros órgãos públicos e para empresas indicadas pelo CDL/BH. É um grande prazer ensinar para os candidatos o caminho da aprovação em concursos públicos e na redação do Enem.

Curso de Português BH | 5 dicas de gramática para se dar bem na hora da prova

Curso de Português BH | 5 dicas de gramática

5 dicas de gramática – como se dar bem na hora da prova. Passar em um concurso público de renome representa um sonho que muitos  buscam destaque profissional e estabilidade financeira. No entanto, chegar até lá requer esforço constante de estudo e muita dedicação.

Algumas matérias são cobradas regularmente e possuem peso decisivo no momento da classificação. Nosso bom e velho Português é uma delas. Dominar suas normas e não cair nas armadilhas semânticas e gramaticais pode ser o diferencial à realização desse sonho.

Acompanhe, então, as dicas de gramática que preparamos com o objetivo auxiliá-lo nesta jornada!

Primeiro passo: vá do mais básico ao mais complexo

Nossa Gramática é vasta e encontra-se segmentada em categorias como Morfologia, Sintaxe e Semântica. Você já deve ter ouvido falar delas, certo? Pois bem, aqui é importante montar um roteiro de estudo que vá do segmento simples ao complexo.

Afinal, do que adianta querer entender as regras mais complexas de sintaxe, se não sabe nem o que é sujeito e predicado?

Continue caminhando: elaboração do roteiro gramatical

Seu caminho começará com a Morfologia, ou seja, a análise da composição e classificação das palavras isoladamente. Depois,  passará à Sintaxe, que é o estudo das frases e orações. Os termos que antes você estudou isolados, agora compõem mensagens estruturadas. Além disso,  verá aqui as regras de pontuação.

Por último, vem a Semântica, que se dedica ao significado e interpretação dos termos e orações em um determinado contexto. O tempo que  dedicar a essa parte será importantíssimo na hora da redação, pois vai permitir a compreensão do tema e a composição de um texto que atenda à proposta.

Não caia nas armadilhas: leia muito

Saiba que as principais dúvidas dos candidatos envolvem a utilização de termos como onde e aonde. A diferença entre eles, por exemplo, fica clara quando vemos ambos empregados em uma oração: onde é usado em lugares fixos (onde mora?), ao passo que aonde denota movimento (aonde vai?).

Nossa linguagem coloquial do dia a dia, que é bastante flexível, pode confundir muito quando precisamos usar a formal, então a dica aqui é criar o hábito da leitura e praticar técnicas de memorização.

Faça bonito: acerte no uso dos pronomes

É bastante comum ouvirmos frases como “Eu vi ele no shopping” ou “Vou contar elas depois”. De acordo com a norma culta da língua, entretanto, tais sentenças estão gramaticalmente incorretas. Mas como driblar este erro clássico? Bem, estudando os pronomes oblíquos átonos.

As versões corretas seriam “Eu o vi no shopping” e “Vou contá-las depois”. Portanto, se quer destacar, treine a utilização dessas estruturas (o, a, lhe, me, te, nos e suas variações).

Concorde você ou não: a concordância está em toda parte

A concordância é o pesadelo de muitos. Mais que a nominal, a concordância verbal é a maior geradora de incertezas e erros no momento da prova. Sabemos que ela ocorre quando o verbo é flexionado e se adequa ao sujeito da oração.

Veja bem: As meninas comeram a barra de chocolate. O verbo comer está no plural e concorda com seu sujeito (no caso, as meninas).

Agora, vamos complicar um pouquinho. Pense na frase: A maioria dos deputados aprovou/aprovaram a cassação. Qual das duas flexões está correta? Bem, ambas. Quando temos um coletivo ou uma expressão partitiva (parte de, metade de, maioria de etc.) seguida de um substantivo ou pronome no plural, podemos deixar o verbo no singular ou no plural.

Gostou de nossas dicas de gramática? Acha que elas podem auxiliá-lo na hora da prova? Então conheça nossos cursos e curta a página no Facebook. Assim, você conhecerá mais técnicas e ideias que facilitarão sua rotina de estudos.

Gostou das 5 dicas de gramática – como se dar bem na hora da prova?

Saiba Mais Sobre Nosso Curso de Português em BH – Matriculas Abertas

– Clique na imagem abaixo e ligue agora!

Curso de Português BH | 5 dicas de gramática para se dar bem na hora da prova

– Assim que estiver disponível o Professor Marcelo Burgel liga no seu celular! Informe-se! Conheça o curso!

– Conheça também o nosso curso de redação e curso de português em Belo Horizonte.

“Não vendo cursos, conquisto satisfeitos!”

Professor Marcelo Burgel

OABMG 75269

Essas foram as 5 dicas de gramática – como se dar bem na hora da prova.  Veja também:

Curso de Português BH | Redação de concurso Confira nossas 4 dicas para fazer uma boa introdução

Curso de Português BH | Como manter um caderno de anotações organizado e render mais nos estudos?

Desenvolvido por Metas Digitais